terça-feira, 26 de junho de 2012

Um tropeço e voltando a caminhar.


É, não deu dessa vez.

Fiquei triste, me descabelei, mas me recompus. Eu estava consciente de que isso poderia acontecer e, infelizmente, aconteceu. Além do mais, não é o fim: só o começo de uma nova fase da minha jornada. Passei, então, o restante do domingo refletindo sobre o que aconteceu ali e chegando a algumas conclusões.



A preparação é sempre, seja para o que for, um processo de maturação, de transformação pessoal. Psicológica, comportamental, intelectual ou física, é necessário que alcancemos relativo grau de maturidade em relação a esses aspectos, de forma a alcançar plenamente nossos objetivos. Da mesma forma que não ser aprovado no TAF demonstra que minha preparação foi falha em alguns aspectos e que não estava fisicamente maduro o suficiente para me tornar Agente neste momento, outros poderão estar no auge físico, mas não possuem a maturidade psicológica para um cargo desse nível ainda.

A partir dessa perspectiva, é possível então olhar um eventual "insucesso" sob um novo prisma. Quando dizemos que "as coisas acontecem no tempo certo", não estamos nos referindo necessariamente a algo sobrenatural, à vontade de Deus ou coisa assim (embora eu acredite nisso também, ainda que parcialmente). Estamos constatando um fato: de que, por hora, não estamos prontos para o lidar com os prós e contras da realização de nossos sonhos.

Ser policial, especificamente, é algo que exige o melhor do melhor. É a pessoa que lida diretamente, todos os dias e a todo o momento, com o que há de mais precioso: a vida, o bem estar e a segurança da sociedade. Sendo assim, para tomar posse num cargo de tamanha responsabilidade, é preciso, de fato, que se esteja "pronto", no sentido mais completo da palavra. Isso, no entanto, não é algo espontâneo: é algo a ser desenvolvido, amadurado. Estar apto - física, psicológica e intelectualmente - não o resultado de anos de estudo e treino, mas um processo interior muito mais complexo. A preparação propriamente dita, com treinos e estudos, é só o meio. O que acontece conosco em nosso íntimo nesse meio tempo é o que realmente importa.

Vi candidatos MUITO bem preparados, e fiquei orgulhoso por estes que, como eu, ralaram muito para estar ali naquele dia. O espírito de corpo também me surpreendeu: apesar da minha ansiedade e instrospecção, falei com vários, desejei sorte, e torcíamos uns pelos outros. Na minha bateria, ao menos, parecia haver consenso do que sempre venho dizendo aqui: não concorremos uns com os outros, mas com nós mesmos.

Claro, também não vou negar que fiquei triste. Mas fiquei contente e agradeci a Deus a oportunidade de chegar até onde cheguei. Vou para o próximo concurso com uma bagagem muito maior, com uma experiência e conhecimento de causa que muitos não terão.

A jornada não acaba aqui. Foi apenas um capítulo do livro da minha vida que foi concluído, mas o livro ainda não terminou. Agora é recomeçar (nunca do zero, pois já sabemos muito), voltar aos estudos, treinar mais e melhor, e continuar a perseguir o sonho a que me propus realizar.

Agradeço a todos, leitores e amigos, por todo o apoio até aqui. Continuem de olho no blog, pois a tendência é melhorar... rsrs.

Forte abraço a todos.

Eduardo Costa.

35 comentários:

  1. Eduardo, nem te conheco, mas desde que comecei a minha saga rumo a PF vejo diariamente o seu blog. Apesar de não ter sido chamado pro TAF, fiquei feliz em saber que voce havia sido chamado, mas agora a noite qdo vi a noticia quase não acreditei.
    Cara Deus escreve certo por linhas tortas, pode ter certeza que daqui a alguns meses ou anos voce vai estar rindo e entendendo todos esses acontecimentos de hoje!
    Um abraço ...

    ResponderExcluir
  2. Meu brother, você é um exemplo!! Ainda tem muita lenha para queimar!! Vamos simbora!!

    ResponderExcluir
  3. Grande Eduardo, sigamos em frente! :D

    Há um mês pude iniciar a minha preparação para ser um Policial Federal. É um tempo/amadurecimento que estive buscando e aprimorando desde os meus 16 anos. Hoje, 7 anos depois, estou disponível para iniciar e caminhar nessa jornada.

    A vitória é certa, só depende de nós!

    Rumo à PF meu querido, tenho certeza que um dia nos encontraremos por lá! :D

    Que Deus nos abençoe.

    ResponderExcluir
  4. Boa noite Eduardo,

    Sou mais um de tantos que sempre esta de olho em seu BLOG,

    Obrigado por colaborar conosco nesta busca, saiba que é fonte de inspiração e informação para muitos, estamos juntos em busca de um sonho, agora como EPF, já tem prova dia 19/08 não desanime,

    Abçs

    ResponderExcluir
  5. Boa noite, Eduardo,

    Venho acompanhando a algum tempo seu blog, pois achei por acaso pesquisando sobre a PF, pois eu tentei apenas uma vez o concurso.Sua persistência é grande e não deve parar.Tenho certeza que você vai conseguir na próxima.Não desista, admiro sua preparação.

    Abraço e tenha fé.

    Glauciane.

    ResponderExcluir
  6. Ola Eduardo,

    Sou o @SagaFederal. Não sei se me conhece mas assim como você, compartilho minha saga com os combatentes internautas(no meu caso via Twitter). Acompanhei sua luta e assim como você sucumbi na missão. No meu caso, 4 pontos da teórica retardaram um pouco meu sonho. Para o TAF estava (e acho que ainda estou) batendo nota máxima em quase todos as provas.

    Assim como você, senti muito a dor da derrota. Refleti, assimilei o golpe e já recomecei. Seu texto foi perfeito. Sinto-me mais fortalecido, maduro e pronto para continuar seguindo nessa SagaFederal.

    Enfim é +/- isso... Na ANP, teremos mais tempo para relembrar toda essa ralação, luta e, por fim, nossa vitória.

    Abraços Fraternais e avante SEMPRE!

    #CAVEIRA!!!

    Davi Durães
    @sagafederal
    sagafederal@gmail.com
    Skype: sagafederal

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não só conheço como te acompanho, amigo. Acho até que comentei lá recentemente.

      Obrigado pela força, amigo!

      Abraço.

      Excluir
    2. Nossa que bom! É uma honra pra mim. E será uma honra ainda maior quanto estivermos trabalhando juntos no DPF.

      Ps.: Qual sua conta no TT?

      Forte Abraço,

      @SagaFederal

      Excluir
  7. Eduardo, descobri seu blog nos últimos dias e aprecio muito o serviço de compartilhamento de experiencias que disponibiliza para seus leitores.

    Deixo meus pesares pelo teste físico, a reprovação de fato doí muito, mas o que importa é o aprendizado que a gente leva. Não desanime que tem o concurso para escrivão e tenho certeza que obterá exito.

    Estou estudando muito para concretizar esses sonho de entrar para a PF também. Quanto a parte física, tenho dúvidas se minha preparação está sendo adequada. A tentação para começar a se preparar para valer só depois do resultado da prova escrita é grande.

    Por isso, peço para que se possível, compartilhe como foi essa experiência do teste, o que sentiu de dificuldade, o que poderia dar de dicas para essa preparação. Estou acompanhando o blog, mas se quiser me responder por e-mail jprovesi@hotmail.com também pode ser.

    De qualquer modo seguiremos na luta.

    Abraço

    ResponderExcluir
  8. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  9. Acompanho seu blog faz mais de anos, sempre que preciso de motivação para estudar leio seus post, mas desde domingo eu entro aqui umas 3 a 4 vez por dia, estava ansioso para saber como tinha sido o TAF e pela demora do post, eu já previa o pior. Fiquei curioso pra saber como foi o TAF, o sentimento de cada teste.
    Pelo que escreves aqui, eu sei que não vais desistir, e espero te ver na ANP.
    De volta aos estudos principalmente Arquivologia e Informática.
    Abraço

    ResponderExcluir
  10. Eduardo não desanime, DEUS tem o melhor para sua vida e somente ELE sabe a hora certa de vc realizar esse sonho que a tanto tempo vem acalentando seu coração. Eu acompanho seu blog como tantas outras pessoas. Nos anima, nos dá combustível para continuar e nunca desistir dos nossos sonhos tb. Perseverar para alcançar. Nesse momento estou imprimindo o REVISAO GERAL que vc disponibilizou para estudo. Vou tentar para escrivão. Grande abraço!!!!

    Marcos Chiste.

    ResponderExcluir
  11. Força Eduardo!! Nunca desista!!! Além desse de escrivão do dia 19/08 ano que vem tem mais!!! 600/agentes e 450/escrivão! E já CHUTO o início da ANP, 2o semestre de 2013!!!hehehe...Mais a possibilidade é enorme, pois já houve a solicitaçao dessas vagas.

    Wagnertv

    ResponderExcluir
  12. Bom dia Eduardo e bom dia a todos;

    Sinceramente gostaria de escrever sobre a felicidade de prosseguir no certame mas n é o caso e uso aqui o espaço deste colega para desabafar a vcs e tb que minha situaçao fique de alerta aos futuros candidatos.

    Sou policial civil do estado de SP ha 7 anos. Entrei aos 25 anos na carreira e ha tempos sonho com o cargo de APF. Em 2009 prestei mas fiquei longe da nota de corte.

    Daquela época houve períodos em que estudava e outros não pois o tempo estava curto devido a alguns lugares que trabalhei, pois eram muita correria.

    Em 2011 tomei a decisão de realmente voltar a estudar e fiz cursinhos preparatórios de Portugues e Rac Logico e o resto estudaria por conta.

    Qdo saiu o edital de APF 2012 pedi licença premio, emendei com ferias e dediquei-me 45 dias exclusivamente aos estudos. As unicas materias que eram novidade pra mim eram Economia, AFO e parte de Contabilidade.

    Durante os estudos fazia musculação (sempre pratiquei) e dava umas corridinhas no fim da tarde.

    Prestei a prova, achei super difícil e fiquei surpreso ao ver o resultado: 84 pontos liquidos, que foram p/ 90 apos as anulações. Redação corrigida: 9.92 pontos.

    Por n ser sedentário achei que conseguria fazer o TAF. Ledo engano.

    Tirei mais um mes de licença e contratei um personal. Mas o pior estava por vir: NATAÇÃO.

    Pessoal, n adianta, ou o sujeito já nada ou em um mes n dá pra aprender esta modalidade a ponto de fazer 50m em 41s. Segundo o personal, fiz um milagre em um mes de pelo menos ter aprendido a tecnica, mas meu tempo ficava na casa dos 50s.

    Anos de musculacão apenas me ajudaram na barra. Do resto, n muito, pois n tinha o habito (como muitos) de treinar membros inferiores e n tinha força p/ fazer o salto, mas na hora do TAF fiz o minimo. Assim como o minimo na corrida e reprova na natação.

    Varios disseram p/ eu tentar entrar subjudice, mas qria mesmo é entrar pela porta da frente como os outros.

    Bem, que fique de alerta ao pessoal: Por mais que o tempo seja apertado, dedique-se bem antes ao TAF. Ele é pesadíssimo mas n é impossível. O q faltou p/ mim foi tempo mesmo.

    O ideal é já estar com um bom preparo em todas as modalidades qdo for fazer a prova dissertativa, pois aí é questão de aprimorar e ainda com menos risco de se lesionar como quase aconteceu comigo.

    O que farei agora?
    Já estou retomando os estudos e hj me matriculo em uma academia que tem natação e a musculação será voltada para o treino das modalidades do TAF.
    Nao é facil, ontem e hj estou meio revoltado, inconformado. Mas bola p/ frente...

    Abs a todos

    ResponderExcluir
  13. Amigo Eduardo... Não tenho muito o que falar... Muita gente boa ficando pelo caminho, isso é triste e ruim.

    Entre no msn depois para batermos um papo.

    Agora é foco! Focar na próxima prova que se aproxima!

    Abraços.

    ResponderExcluir
  14. Meu amigo,

    Apesar de não lhe conhecer, dividimos o mesmo sonho e, acredito eu, que isso já seja algo forte para termos um laço de amizade.

    Passei pelo que você tá passando um pouco antes. Fiz 67 pontos, mas tirei 5,37 na redação. Acertei as três perguntas, mas não sei por qual motivo não atentei a fundamentação. Resultado: escrevi apenas quinze linhas. Erros de portuques? 1 apenas. Mas no desenvolvimento dos temas menos da metade dos pontos.

    Eu pratico esportes há muito tempo e todos os índices eu batia, mas não cheguei lá (TAF). Dá um sentimento de raiva, decepção, angustia, é tanta coisa junta que você sente vontade de dar murro na sua própia cabeça (pelo menos esse era meu sentimento...rss).

    Se tiver aqueles dias de não querer fazer nada é normal, eu tive também (entre o dia 18 e 22/06), mas faça com que eles passem logo. Pois o nosso sonho tá ai e ele não pode ser esquecido (vou tentar p/ escrivão). Fomos lá e vimos que é possível e vai ser de novo. Insista, persista e NUNCA desista NOSSO DIA CHEGARÁ!

    Que Deus nos abençõe e não esqueçamos que seja feita a vontade dele,POIS ELE SABE O MOMENTO CERTO. Façamos então nossa parte.

    Abraço a todos.

    ResponderExcluir
  15. Caro,

    Há algum tempo acompanho seu blog e sinto que és um guerreiro de primeira, pois...

    "Ser guerreiro é…

    Saber que não existem atalhos para o destino. E que em hipótese alguma, haverá vitória sem luta, e não haverá luta sem adversários.

    A derrota, para o guerreiro, nada mais é que o adiamento da inevitável vitória. O Guerreiro é, por natureza própria, perseverante. Pensa em desistir mas não desiste, pensa em fugir mas não foge, pensa em vingança mas não vinga. Se sente medo, nao o deixa domina-lo, tampouco deixa invadi-lo, o conhece apenas para evita-lo."

    Uma hora A HORA chega!

    Abraço

    ResponderExcluir
  16. vc falou tudo cara, não há o que acrescentar. eu, também, não me vejo ainda preparado pro cargo que almejo, apesar de a prova já se aproximar. então, estou encarando esse certame como mais uma fase de preparação e não a última chance. tô tranquilo. no mais, não se esqueça: já há pedido de autorização pro próximo concurso pra APF, com previsão inicial de 600 vagas. vamos em frente, meu amigo. força e fé sempre pelo caminho!!!

    ResponderExcluir
  17. Camarada Eduardo!!!
    Fiquei muito triste ao saber que não conseguiste a aprovação no TAF.

    Mas não se abata, és um vencedor por chegar até esse ponto. Com certeza obteve muitos aprendizados que servirão para uma vitória muito maior futuramente.

    Torcemos por vc sempre.
    Grande Abraço.

    ResponderExcluir
  18. Poxa kra que triste essa noticia, mas não é um tropeço que vai derrubar o cara que conheço, o cara que compartilhou comigo e com milhares de pessoas seus pensamentos, o cara que sempre apoiou a todos os que aqui buscaram consolo. Eu torço por você e tenho a mais absoluta certeza de que se não foi hoje, vai ser em breve(até pq o de escrivão ta por ai :D).

    Em qual modalidade e como ocorreu o fato?

    Te desejo tudo de bom meu caro e nobre amigo, que sua força seja infinita para destruir tudo o que se opuser em seu caminho a partir de hoje.

    ResponderExcluir
  19. Parceiro,
    Força! A HORA vai chegar, não foi dessa vez.
    Espero que na próxima seja a nossa vez.

    ResponderExcluir
  20. Edu,

    O que houve?
    Eu qual vc não conseguiu?
    Bom, vc foi mto bem de qql forma!
    Sei da aula que vc deu ao brother Luka, a ajuda que vc deu para toda a galera. Acredito que o mais difícil vc conseguiu, se mostrou capaz, manter o estudo e treinar. O foda é achar disposição para tal, mas....

    Abs.

    ResponderExcluir
  21. PODE CONTAR COMIGO, JÁ DISSE Q PISCINA TA LIBERADA AQUI EM CASA.... É SÓ MARCAR!!!! AQUELE ABRAÇO MEU AMIGO... A TORCIDA POR VC É NACIONAL!!!!!
    TOMAZINI-LOGAN

    ResponderExcluir
  22. Caro Eduardo.
    Apesar de este grande sonho ter sido adiado, estou muito feliz por você. Você é exemplo para todos que acompanham o blog, a postura com que você encara esta nova etapa é digna de honra, como um grande LIDER você consegue inspirar muitos como eu a não desistir.
    Meu amigo, sou ex-cabo do EB participei em 2004 da missão de Paz no Haiti, fiquei 4 meses em Tabatinga no Amazonas, lá tive contato com agentes da Policia Federal, depois disso sempre idealizei o cargo de agente, como disse idealizava. Em 2009 dei baixa do EB em SP e prestei alguns concursos sempre acreditando que a Polícia Federal era muito alem do que eu "mero mortal" rsrs poderia ser.
    Após me preparar para alguns concursos comecei a vasculhar alguns blogs e encontrei com o seu. Meu, você me fez tomar uma das decisões que considero muito importante na minha vida, passei em 4 concursos, Polícia militar de SP, agente de transito em SP, agente Penitenciário de SP e Guarda Municipal na cidade de Cotia grande SP. Com a inspiração que vc plantou no meu coração analisei estes concursos e decidi assumir o que me traria mais benefícios para concluir minha faculdade de Direito e dar inicio a este nosso sonho.
    Hoje meu irmão, sou GM em SP, tenho certeza que fiz a escolha correta, graças a Deus e Vc estou concluindo minha Faculdade e seguindo RUMO A POLICIA FEDERAL, hoje eu sei que posso, diferente daquela época do AM em que apenas idealizava, mas porque tudo isso? Por que vejo um garoto como eu que vem de um lugar carente enfrenta porções de dificuldades e não se abala diante uma batalha que não obteve êxito.
    A sua APROVAÇÃO no DPF não é somente sua é de nós todos, da sua família dos amigos e de muitos como eu que precisou e precisa deste imput que encontramos no seu blog.
    Desculpe-me por me estender neste espaço, mas senti a necessidade de externar o quão importante se tornou sua luta para alcançar este grande objetivo. Meu amigo, Deus prepara a melhor hora para tudo dar certo na sua vida, acredite, por enquanto Ele te dá experiências para adquirir maturidade para no futuro encarar outras novas.
    EDUARDO, Muito obrigado por me inspirar a fazer parte desta luta e PARABÉNS por provar a todos os desacreditados que é possível.
    GUERREIRO, PARA FRENTE E PARA O ALTO e com muito orgulho Rumo a Polícia Federal
    Att do colega de SP
    JOAO PAULO ELEUTERIO

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigado, JP... Fiquei muito emocionado e muito feliz com seu comentário. Muito obrigado mesmo, irmão.

      Abraço!

      Excluir
  23. Grande Eduardo,

    Tem uma passagem interessante que diz " As quedas que eu tive não foram derrotas,eu caí quando estive a subir".Acho que é esse o caminh. Concurso público é isso ai mesmo. O importante é não parar até conseguir. To na torcida por você e seu blog sempre foi um alento nos momentos de cansaço.

    Forte abraço.

    ResponderExcluir
  24. Dudu,

    sinto muito pelo taf, assustei quando li, fiquei triste, é verdade, mas sei que vc consegue no próximo, é só intensificar a parte física, pq a mais difícil vc já conseguiu

    abraços

    fica com Deus

    ResponderExcluir
  25. Eduardo,
    Soube hoje desta sua postagem e queria lhe escrever uma coisa.
    A vocação de ser policial deve ser mais forte em seu coração do que o sonho de ser Policial Federal. Escolher uma profissão tão especial deve ser mais forte que o sonho de entrar para o DPF. Escolher ser policial é escolher um estilo de vida especial. Dito isto, a PF é um o símbolo maior devido a notoriedade e valorização da instituição. Portanto, lute e persevere em sua busca pelo DPF. Porém, sinta o seu coração e veja se a sua felicidade está na profissão e não no cargo buscado.
    No Saga Policial escrevo sobre isso e muitos já perceberam a minha realização em ser policial civil. O DPF continua sendo um sonho, porém, sou feliz, realizado e estou trilhando uma carreira de sucesso na PC, apesar de ainda "recruta".
    Minha evolução me fez ver outros desejos na área policial, como tentar concurso para delegado, etc.
    Como eu disse, persevere e lute para entrar no DPF, mas persevere e lute também pela felicidade em sua saga policial pessoal.
    Conte comigo. Você é exemplo.
    Força e honra!
    Marcio Gerente

    ResponderExcluir
  26. Força Eduardo,
    estou na mesma barca que você. Venceremos juntos no final!

    ResponderExcluir
  27. Meu povo, especialmente, Eduardo... Há 2 meses, desde que fiquei fixada na ideia do concurso e me apaixonando pela carreira policial, não deixo de vir aqui. Engraçado porque além das dicas e de uma energia de coletividade muito forte que Eduardo passa, há muito sentimento de empatia com ele.Quase como um personagem literário, me coloco em seu lugar e sinto. Ele se expõe, seus sucessos e vitórias, erros, fracassos. Determinado. Sinto muito por você não ter entrado, mas tu mataste a charada quando menciona que é um " processo interior". Algo maior nos leva a buscar essa meta, que é a carreira na PF, quando não motivados pela questão financeira. Esse algo maior também nos faz intuir que precisamos lapidar algo mais. Boa sorte!

    ResponderExcluir
  28. Meu povo, especialmente, Eduardo... Há 2 meses, desde que fiquei fixada na ideia do concurso e me apaixonando pela carreira policial, não deixo de vir aqui. Engraçado porque além das dicas e de uma energia de coletividade muito forte que Eduardo passa, há muito sentimento de empatia com ele.Quase como um personagem literário, me coloco em seu lugar e sinto. Ele se expõe, seus sucessos e vitórias, erros, fracassos. Determinado. Sinto muito por você não ter entrado, mas tu mataste a charada quando menciona que é um " processo interior". Algo maior nos leva a buscar essa meta, que é a carreira na PF, quando não motivados pela questão financeira. Esse algo maior também nos faz intuir que precisamos lapidar algo mais. Boa sorte!

    ResponderExcluir
  29. Cara, em outubro de 2002 fiz 18 anos, estava cursando o 3º ano do Ensino Médio, e na semana do meu aniversário fiz a prova da tão almejada EsPCEx (sonho de criança). Fiquei com uma média alta mas tropecei em química (uma questão abaixo dos 50% que então eram a média). Vendo o gabarito pensei, é, ficou pro ano que vem... Mas já havia passado no concurso da EsSA (sargento do EB) e na EEAR (sargento da FAB), escolhi o último.
    Porém nessa mesma época meu pai surgiu com a possibilidade de fazer o concurso pra oficial do Corpo de Bombeiros. Porque não? Fui... Fui e passei. 22º de 24 vagas pra Minas Gerais inteira. Porém eu estava no período de quarentena da EEAR (primeira semana pra ser mais exato) na época dos exames médicos do CFO/CBMMG, tive que pedir desligamento.
    Nos exames médicos, apesar de alguns problemas durante os exames que não convém publicar aqui, tudo ok... Idem no TAF, porém no psicotécnico fui considerado inapto. Devido ao fato de ter sido considerado apto para Sargento Controlador de Tráfego Aéreo (profissão considerada a mais estressante profissão e que trabalha o tempo todo sob pressão) e principalmente os problemas nos exames médicos que me deixaram com a pulga atrás da orelha impetrei um recurso judicial e consegui uma liminar, e em março de 2003 era Cadete do Corpo de Bombeiros, e com poucos meses já gostava tanto daquilo que nem pensei em fazer o concurso da EsPCEx em 2003
    No começo de julho de 2004, porém, já com um ano e meio de curso, perdi minha liminar, e fui desligado do curso, mas não fui desligado da corporação de imediato por existir uma sindicância com o meu nome envolvido (não tinha nada a ver comigo, mas o meu nome constava nela, logo não podia ser desligado da corporação), porém ainda existia a possibilidade de uma outra liminar, então continuei meus estudos das matérias que conseguia com a minha turma, porém no final de julho já sabia que não iria voltar (pelo menos não tão cedo) e iniciei meus estudos pra EsPCEx (seria a última chance pois faria 20 anos em outubro, e nesse ano teve prova direto pra AMAN, mas as vagas eram limitadíssimas e achei melhor não arriscar), porém os estudos não rendiam muito nesse período pois ainda cumpria expediente no quartel. No final de agosto fui desligado da corporação, voltei pra casa e intensifiquei meus estudos, afinal estava longe das matérias a mais de 2 anos, e tinha menos de 2 meses pra estudar uma matéria enorme. Fiz um plano de estudo focando naquilo que sabia que poderia guardar, usando principalmente provas anteriores e mantendo o equilíbrio pra não acontecer como em 2002, mas focando nos meus pontos fortes. Em outubro fiz as provas e passei, fiquei nos primeiros excedentes, e por experiência sabia que iria ser chamado, se não na primeira turma nas chamadas consecutivas. Mais uma bateria de exames médicos e TAF, tudo superado, afinal eu já vivia a rotina militar a quase 2 anos.
    Fevereiro de 2005 e eu entrava nos portões da minha tão sonhada EsPCEx, eu havia tomado gosto pela profissão Bombeiro, mas a AMAN era o sonho de criança. Pedras no caminho existiram, mas nada que eu não trabalhasse pra superar, porém, em outubro de 2005, no último exercício de campo vim a fraturar o fêmur. Pra não perder o ano o colegiado me aprovou em Treinamento Físico Militar com as notas preliminares, e apesar de ter ficado quase um mês afastado das aulas consegui lograr êxito nas provas das disciplinas comuns (na época era um 3º ano do Ensino Médio extremamente puxado).

    ResponderExcluir
  30. Porém uma série de problemas no primeiro pós operatório e interpretações de legislação conturbadas me fizeram ficar afastado da AMAN por mais de 2 anos, o que acarretou a impossibilidade de cursar a AMAN e me tornar oficial do Exécito. Ok, pelo menos vou ser amparado e posso construir outro sonho. Porém mais 2 anos e outra cirurgia e em outubro de 2009 fui considerado apto e desligado do Exército sem direito a nada.

    Nesse meio tempo perdi a última turma da PRF que cobrava apenas ensino médio e inúmeros outros concursos de uma época em que os concursos bombavam (2008 e 2009) pois ainda era militar do Exército, recebia um salário pífio (R$400 e alguma coisa até 2008 e 700 e alguma coisa à partir de 2008 até ser desligado), mas era militar concursado... Porém desde 2009 estava fazendo o curso de Direito, e o foco já era a PF.

    Alguns concursos feitos, a maioria sem muita dedicação, ou coincidindo com casamento, mudança de rotina, etc, e finalmente em Outubro de 2011 entrei para os Correios... Nem de longe o que eu queria para os meus 27 anos, pois o salário é baixo e o trabalho é muito, com pouco reconhecimento e praticamente nenhuma possibilidade de crescimento a curto prazo. Além de que inevitavelmente há a comparação com a minha situação em 2003 no CBMMG, onde eu tinha uma carreira pela frente em uma profissão empolgante, aliada a um salário bom para a época (ganhava mais do que ganho hoje, e olha que temos quase 10 anos de inflação comendo).

    Vou começar agora a estudar mais para a PF em uma preparação de longo prazo com foco no concurso que venha a surgir após o meio de 2013 (coisa leve, pois a faculdade toma toda a minha noite, e o trabalho praticamente todo o dia já que pra completar eu não trabalho na minha cidade e viajo 1 hora pra ir e outra pra voltar).

    Já pedindo desculpas pelo longo post eu explico o porque disso... Nessas desventuras aprendi uma coisa: o tempo passa, e temos que aprender a viver com isso, já provei que sou capaz pois passei (e como passar eu entendo estar apto a assumir o cargo) em vários concursos, alguns concorridíssimos e de alto nível outros nem tanto (EsPCEx, CFO-CBMMG, EEAR, EsSA, Correios), alguns eu aguardo a possibilidade de ser chamado (6º no melhor cargo pra ensino médio da Prefeitura de Varginha-MG, onde moro, e 20º na Subseção judiciária de Varginha do TRF/1) e outros não fui nem classificado (como o Banco Central, que coincidiu com as preparações do casamento), porém nunca desisti, e meu foco sempre foi a PF.

    Você também tropeçou dessa vez, mas não desista. Capacidade intelectual já provou que tem, e talvez, como você mesmo disse, não tivesse maturidade física pra assumir agora o sacerdócio policial, porém com o crescimento da demanda gerada pela Copa e Olimpíadas, além do próprio crescimento natural da instituição, vão criar mais concursos em relativamente pouco tempo, então agora é corrigir os erros, focar naquilo que te derrubou, mas sem esquecer o que você já provou que funcionou.

    ResponderExcluir
  31. Inicie desde já uma preparação física, mantenha os estudos para a PF de forma mais leve, mas aproveite oportunidades que surgirem de forma intermediária (muitos concursos federais estão surgindo, e alguns muito bons que podem inclusive tornar sua preparação melhor, dando condições de pagar um personal treiner, por exemplo). Não vejo necessidade de manter estudos intensos, até porque isso pode causar cansaço desnecessário, e até os atletas de ponta diminuem o ritmo de treinos após uma grande competição, obviamente não parando de tudo para não perderem o ritmo por completo, mas diminuindo e iniciando gradativamente até a próxima competição, o mesmo deve ser aplicado aqui. Pare um pouco, descanse a cabeça (não pense que estou querendo eliminar a concorrência), examine onde pode melhorar, inicie o treinamento físico de forma gradativa (afinal você tem no mínimo uns 6 meses antes de novos concursos da PF serem editados).

    E pra concluir, pense sempre positivo, o que é seu está guardado e Deus há de encontrar o caminho de isso chegar até você recompensando seu ESFORÇO. Apesar de eu não ser muito religioso acredito que exista um Deus, não um que dê as coisas pra quem reze mais e peça com mais fé, mas pra quem se esforça mais naquilo que quer, se dedica, esforce, empenhe, doe suor e lágrimas.

    Até agora eu estava no automático, levando a vida, fazendo um concurso aqui, outro alí, mas a partir de agora estou entrando na batida atrás do meu sonho de ser operacional, talvez o meu atual emprego atrapalhe mais do que ajude, mas infelizmente somente sonhos não pagam contas, e eu ainda tenho a faculdade, mas nem que seja uma hora por semana eu hei de estudar, ainda posso ficar no psicotécnico, fase que você superou e eu ainda tenho de enfrentar, já tendo me derrubado uma vez, esse é o meu monstro, mas primeiro tenho que fazer minha parte que é passar na prova, e para isso não posso deixar esse monstro me assustar.

    O seu é ainda mais fácil de ser superado, é mensurável, treinável e requer apenas dedicação na preparação e equilíbrio.

    Caraca, escrevi heim, e PROVAVELMENTE me perdi no texto, mas não vou editar... Vou deixar assim mesmo pois foi sincero, mas desejo que você supere seu monstro do TAF e na próxima esteja lá na ANP e posteriormente em alguma unidade boca podre dessas que esperam todos nós, futuros "novinhos".

    Me desculpem pelo comentário extremamente longo, provavelmente cheio de imperfeições e desordenado, mas senti NECESSIDADE de desabafar, de dividir tudo que eu passei até hoje, pois apesar de ter descoberto esse blog a pouquíssimo tempo (uns 3 dias), assim como a Roxane senti empatia pelo autor, a forma como expõe sua luta atrás do sonho. Talvez até crie um para ir contando a minha caminhada, mas de forma mais coesa do que esse de hoje hehehehehehe...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bacana sua história cara , li tudo . Acho que você fez o certo em ter deixado a carreira de SGT da FAB para arriscar no CBMMG aqui de Minas . ''o mundo é movido por pessoas que não se acomodam '' . Tô ai na luta também , fiz o concurso da PMMG deste ano (2013), estudei muito , até porque também é meu sonho ser militar , e passei . Ja fiz todos os exames médicos , estou no aguardo , esta semana sai o resultado !!! . Mas , quando eu descobri a minha paixão pela polícia , foi a PF quem me encantou , ahhhh a PF . Ser APF ( também prestarei para escrivão , até pela semelhança da matéria e dos cargos) é meu sonho incondicional !! Essa semana , um amigo que também estava no processo seletivo na PM me deu uma notícia muito animadora , ele passou no concurso de EPF deste ano , na posição 52 de 350 vagas . Ver uma pessoa próxima conseguindo é sempre muito animador . Boa sorte na sua jornada , nos vemos na PF ! E que venha a solidão das fronteiras !!!!! RSRSRS

      Excluir

Deixe aqui seu comentário. O feedback é importante para continuarmos a fazer o que fazemos.